Papel do aluno e professor EAD


UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA -UDESC
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA-CEAD
CURSO DE PEDAGOGIA
DISCIPLINA:FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO A DISTANCIA
ALUNA:ANDRÉA LUCIANA SILVA
Atividade 3
Papel do aluno e professor EAD
A partir do uso das novas tecnologias de informação e comunicação houve a necessidade de lidar de outra forma com a informação, aprender não pode ser mais encarado como sinônimo de memorizar, guardar conteúdos, transmitir e obter conhecimento. Diante disto, se faz necessário que professores reflitam sobre a necessidade de assumir uma nova postura e entender que o processo de ensino-aprendizagem precisa evoluir juntamente com os recursos que temos a nossa disposição.
Partindo desses pressupostos, as competências e habilidades necessárias à tutoria em Educação a Distância, correspondem às ações que possibilitarão o desenvolvimento do cursista e do curso. Assim o tutor deve ter competências gerenciais, tecnológicas e pedagógicas.
A internet facilitou muito na divulgação, reconhecimento e metodologia de ensino dos cursos. Hoje, a maioria deles usa a internet como principal instrumento de trabalho. Por tratar com tecnologia, os professores têm que ser preparados de forma a ensinar satisfatoriamente os alunos na condição em que se encontram: longe. Os cursos são vários, existem até aqueles que ensinam professores a darem aulas a distância em cursos a distância.
A partir destas informações são produzidas metodologias pedagógicas e pensados os recursos didáticos que serão úteis como mídias e softwares. Tudo isso é realizado por uma equipe de pedagogos, comunicadores e especialistas em informática.
Entende-se que a responsabilidade, a formação continuada e o desempenho do tutor, são ingredientes essenciais para o profissional exercer uma orientação e uma supervisão adequada no processo educativo.
Os tutores têm que ter a habilidade de entendimento no uso do software, no teclado, capacidade razoável de leitura na tela e acesso bom a internet.
 *Ser respeitável na comunicação online (escrita), e capacidade de usar o tempo de forma apropriada.
 * Interagir através de e-mail em reuniões online e interação entre alunos.
 *Capacidade de resolver problemas online e resolver conflitos de forma construtiva.
Os alunos que se prestam a encarar um estudo “virtual” devem estar certos de que podem administrar bem o tempo que tem, além de ter um perfil dinâmico, independente e disciplinado. Por mais que os cursos ofereçam suporte de professores, é preciso ter em mente que esse tipo de método exige que o aluno seja um tanto quanto autodidata.
O aluno de educação a distância (EaD) tem mais obstáculos, mas ambos conseguem desenvolver conhecimento de forma semelhante.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Mediação

Netiqueta – As bases de um bom convívio em meio virtual

Aprendizagem significativa